31 de out de 2010

Quem é o Espírito Santo ?



O Espírito Santo  faz parte da Trindade, assim como Deus, o Pai, e Seu Filho, Jesus Cristo.
O Espírito Santo, o Pai e o Filho são um em propósito, mas são seres distintos uns dos outros. O Senhor revelou o seguinte por intermédio de Joseph Smith:


Espírito Santo não tem um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de Espírito. Se assim não fora, o Espírito Santo não poderia habitar em nós.
A missão específica do Espírito Santo é dar testemunho do Pai e do Filho, revelar a verdade, consolar-nos e santificar-nos.
Ele é um guia e professor divino.
 
 
O Espírito Santo

Deus não quer que fiquemos sem Sua influência; por isso, Ele envia o Espírito Santo para consolar e dar orientação a Seus filhos.
 O Espírito Santo—às vezes chamado de Santo Espírito—é o terceiro membro da trindade. Sua missão é testificar da verdade, consolar e santificar-nos e trazer todas as coisas à nossa lembrança (João 14:26; João 15:26; João 16:13).
 
De que forma o Espírito Santo pode nos  ajudar?

O Espírito Santo pode abençoar a sua vida de muitas maneiras
.Cristo prometeu aos Apóstolos que o Espírito Santo lhes “ensinaria todas as coisas” (João 14:26) e os “guiaria em toda a verdade”.(João 16:13)
 Ele também disse: que o Espírito Santo “testificará de mim”. (João 15:26)
Da mesma forma, o Espírito Santo pode ajudar você.
 Por meio da inspiração do Espírito Santo, é-lhe possível reconhecer e compreender a verdade, escolher o que é certo e tomar decisões inspiradas.

O Espírito Santo pode inspirar-lhe idéias, alertá-lo do perigo e consolá-lo nos momentos de tristeza.

Talvez você já tenha sentido a influência do Espírito Santo em determinados momentos de sua vida.
Essa influência inclui o amor, a alegria e a paz. ( Gálatas 5:22)
 
 
O dom do Espírito Santo

Quase todos já sentiram a influência do Espírito Santo em algum momento.Mas existe uma diferença entre sentir a influência ocasional do Espírito Santo e receber o dom do Espírito Santo.

Em alguns momentos, o Espírito Santo pode consolar ou revelar a verdade às pessoas, mas o dom do Espírito Santo só é concedido a quem é batizado na Igreja de Cristo. Esse dom é o privilégio de desfrutar da companhia constante do Espírito Santo, caso obedeçamos aos mandamentos.

Como esse dom é concedido?
 
 O dom do Espírito Santo é concedido por alguém que tenha a autoridade do sacerdócio de Deus. Isso é feito por meio da imposição de mãos, depois de a pessoa ser batizada. Depois disso, é nossa obediência aos mandamentos de Deus que determina se receberemos ou não esse dom maravilhoso.
 
O Consolador

O Consolador é um outro nome do Espírito Santo; pois Ele dá paz e consolo.
Todos passamos por momentos de solidão, medo e tristeza; por momentos em que precisamos de consolo.
 Jesus Cristo prometeu: “Não vos deixarei órfãos” (João 14:18) e disse que Deus enviaria o Consolador, que é “o Espírito Santo”. (João 14:26)

O Espírito Santo pode consolar-nos nos momentos de dificuldade e sofrimento e também proporciona a paz de consciência e a certeza de que nossos pecados foram perdoados, quando nos arrependemos sinceramente.
Quando temos a companhia do Espírito Santo, não precisamos temer.
 
Jesus disse:

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. [João 14:27]

18 de out de 2010

O que é a Fé ?



Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam e a firme convicção de fatos que se não vêem” — é o que define o livro de Hebreus.

Entretanto, parece que tal definição não cobre o todo da fé para alguns. Isso porque aparentemente falta à definição o sentido da fé como concordância com a doutrina e como perseverança na tribulação.
Para outros, os que crêem que fé é também dúvida, a definição de Hebreus jamais é citada, posto que lhes pareça ser excessivamente simples ou simplista.
A fé, porém, é certeza de esperanças e certeza da existência do que não é apreendido pelos sentidos imediatos, seja para perseverar, seja para andar contra tudo...
sem perder a esperança jamais.
O homem de fé pode duvidar, como não raro acontece. Mas é o homem quem duvida, não é a fé que carrega a duvida.
Jesus disse que existe muita fé e pouca fé!

Nunca vi fé como esta” — disse Ele acerca do Centurião Romano.

Por que duvidaste, homem de pouca fé?” — indaga Ele a Pedro.

A pouca fé é a fé emocional e momentânea, é a fé que vai porque está acontecendo...
Mas quando as “ondas” aparecem, então, com a aparição vai a fé...
Já a muita fé é aquela que não duvida uma vez que tenha visto em Quem crê, à semelhança do Centurião, que não precisava de nada mais próximo ou tátil, pois, cria que Jesus era o que Havia [Há]... acima de tudo e todos.

O pai da fé é Abraão.
Ora, por que Abraão é o pai da fé se não porque ele creu no amor de Deus e na vontade bondosa de Deus apesar de tudo?
Paulo diz que Abraão é o pai da fé por ter crido, na prática, na Ressurreição antes de ela acontecer. E assim levou seu filho para ser imolado, crendo que Deus era poderoso para reavê-lo dentre os mortos.

A fé não é, todavia, fé em si mesma, não é fé na fé.
Fé na fé é crença, não é fé.
Fé na fé é mágica, mas não é fé.
A fé não é em si mesma, mas se projeta para além de si.
A fé na fé vai bem enquanto o que nos cerca é contornável, mas quando deixa de ser, então, tal fé não suporta o embate com a realidade.
Em Jesus, no Seu ensino nos evangelhos, a fé não é uma elaboração intelectual e ou filosófica.
Em Jesus a fé é uma dádiva do Pai aos simples de coração, aos que não se deixaram cegar pelas forças das razões fundadas no poder do homem, no seu entendimento ou nas suas decisões.

Para Jesus a fé era para quem queria..., não para quem discutia.

Não vemos Jesus jamais tentar provar a fé com argumentos.
Ele fazia. 
Quem cria aproveitava.
Quem não cria não tinha ajuda de explicações.
Não dá pra criar fé.
Dá pra criar crença.
Mas fé não é obra do homem, é graça de Deus aceita pelo coração sem resistência.
A verdadeira fé, portanto, só se estabelece em mim quando minhas razões cessam de guerrear com a Palavra feita carne em Jesus.
Posso não entender mais nada no Universo.
Mas creio que Jesus é Deus.
Ora, se é assim comigo, na mesma hora o Universo e a existência começam a se fazer mais simples para o meu entendimento, ainda que eu não possa explicar muita coisa.
Afinal, quem crê na Ressurreição dos mortos não tem razão para temer mais nada e nem para duvidar de coisa alguma.
Assim, a fé não fecha a mente, mas a abre para mais possibilidades inusitadas e impensáveis.





10 de out de 2010

Deus trabalha...



O nosso Deus trabalha para aquele que Nele espera...
 Basta que creiamos...

Preste atenção numa coisa...

Quando nos sentimos fracos, se temos fé, aí é que somos fortes, porque Deus é a nossa força...

Quando cremos, Deus nos fortalece... nos capacita...

Mas para que isso aconteça, temos que fazer a nossa parte...
Temos que renunciar, enterrar o não consigo...

Pare agora, nesse momento, e pense no que você acha que não consegue...

 E pense agora o contrário...
Posso mudar o meu casamento naquele que me fortalece...
Posso vencer o vício, naquele que me fortalece...
Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece..


Diga sempre  pra você mesmo,


TUDO POSSO  NAQUELE QUE ME FORTALECE.


Amém?

Não desista de sonhar


Quando pensamos que não somos capazes de fazer nada, muitas vezes achamos que os nossos sonhos se acabaram.
Nessa situaçao nunca pensamos em seguir em frente, mas infelizmente existe uma palavra que vem primeiro na nossa mente;desisitir.
Se agimos dessa maneira, Deus não irá nos ajudar, pois Ele quer ver o nosso esforço e sem esforço não podemos chegar a lugar nenhum.

Por isso que nunca devemos desistir dos nossos sonhos por mais impossível que seja, porque para Deus nada é impossível e só basta crer que Ele estará sempre disposto a nos ajudar em qualquer situação da nossa vida.

Nunca desista do seu sonho, porque Deus sempre irá abrir muitas portas na sua vida!

Amém?

3 de out de 2010

Qual é a sua desculpa?




Nenhuma desculpa é aceitável .

Da próxima vez que você achar que tem um motivo para DEUS não poder usá-lo,lembre das seguintes pessoas :

Noé foi bêbado

Abraão era muito velho

Isaac era um alucinado

Jacó era um mentiroso

Lia era feia

José foi escravo e assediado

Moisés foi um assassino ( como Davi e Paulo)

Débora era muito crítica

Gideão era medroso

Sansão tinha cabelos longos

Raab foi prostituta

Jeremias e Timóteo eram muito jovens

Elias era suícida

Isaías pregou nu

Jonas fugiu de DEUS

Noemi era viúva

Jó perdeu tudo

João Batista comia gafanhotos

Pedro era temperamental

João era metido a santo (fanático)

Os discípulos dormiram enquanto oravam

Marta se preocupava com tudo

Sua irmã Maria era preguiçosa

Maria Madalena era endemoniada

O garoto com os peixes e pães era desconhecido (e ainda é )

A mulher samaritana teve muitos homens

Zaqueu era muito baixo

Pedro era muito impulsivo

Marcos tinha desistido de tudo

Timóteo tinha úlcera de estomago

E Lázaro já havia morrido.


E agora, qual é sua desculpa?

O Senhor encherá de azeite todos os seus vasos





O Poder de Deus começa a manifestar-se em sua vida!
Junte vasos vazios, não poucos, pois Deus fará milagres de multiplicações acontecerem!
O Senhor te encherá de tanta bênção, que todos a sua volta ficarão espantados, perplexos, de boca aberta e verão o Deus que tu serves.
Os seus vasos já estão transbordando de azeite, de bênçãos.
Os seus inimigos já estão confundidos e não estão acreditando na sua vitória, toda sua dívida já foi paga e este ano será de grandes conquistas e colheitas, os seus sonhos começam a se realizar, grandes portas já se abriram... PELA FÉ! Crês? Profetizo para sua vida milagres extraordinários!
O Senhor hoje enxuga as tuas lágrimas e enche a tua boca de riso!

Deus é Fiel !!!

Somos espelhos que Deus usa




Enquanto caminhamos, o mundo ao nosso redor espera ver, em nós, a transformação que só o Espírito Santo faz na vida de um pecador arrependido. Observando um espelho, relembramos alguns cuidados necessários essenciais para que sejamos usados pelo Senhor, refletindo Sua glória no mundo.

1. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso ter o rosto descoberto
Assim como um espelho deve estar descoberto para refletir a imagem de determinado objeto, nós também necessitamos de que nada se interponha entre nós e o nosso Deus. O véu que separava o homem de Deus foi rasgado por ocasião da morte de Jesus na cruz. Este gesto, sem par, possibilitou que a glória do Senhor rebrilhasse em nossa vida. O acesso que temos à sua presença foi garantido pela morte e ressurreição de Cristo. Vamos desfrutar, portanto, dessa comunhão.

2. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso estar limpo
Muitas vezes, a imagem refletida no espelho não é nítida, não tem brilho. Pequenas manchas internas, ou até mesmo poeira, dificultam a nossa visão.Assim também, os nossos pecados encobrem o rosto do nosso Deus e as nossas iniqüidades nos separam do Senhor (Isaías 59:2).
Se desejamos refletir a sua glória com todo o brilho e perfeição, busquemos diariamente purificar as nossas vidas, confessando "os nossos pecados, na certeza de que Ele é fiel e justo para nos perdoar e purificar de toda e qualquer injustiça"


3. Para refletir como espelho a Glória de Cristo, é preciso estar bem direcionado
Mesmo descoberto e limpo, o espelho só é capaz de refletir o objeto para o qual se direciona. O cristão que não está em sintonia com o Senhor, corre o risco de refletir outras imagens. Ao direcionar o nosso olhar para o "autor e consumador de nossa fé", passamos a refletir cada vez mais a sua glória, através de nossas vidas. E assim, de glória em glória, somos transformados e Sua luz se revela em nossa vida. Quanto mais ela rebrilhar, mais Cristo será visto em nós.

Como espelho de Cristo eu devemos:

1 - Reconhecer nossas fraquezas - Salmo 139:23 e 24.
2 - Obedecer ao plano de Deus para nossa vida - Salmo 40:8.
3 - Confiar no poder de Deus e não em nossas forças - Filipenses 4: 13.


Que imagens as pessoas têm visto refletidas em nossa vida?

Existe alguma área que necessita de transformação por meio do Espírito Santo?