11 de fev de 2012

Obediência


 João 4:31-34

Quando lemos essa passagem, vemos quanto os discípulos se preocupavam
 com o bem estar de Jesus,
 mas também vemos o quanto eles ainda teriam para aprender.
 E é o que também vamos fazer hoje, aprender um pouco com o senhor.

Jesus e seus discípulos já vinham caminhando à um tempo,
 pois estavam voltando à Galiléia.
Passaram por Samaria, e Jesus teve um encontro tremendo com a mulher samaritana
e creio eu que os discípulos já estavam cansados e com fome.
 Uma das coisas que mais me chamou a atenção ao estudar este capítulo,
foi justamente o quanto Jesus buscava agradar ao Pai ao afirmar:

Minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou... é como se Ele dissesse:

O que me sustenta
O que me fortalece
O que me dá forças
O que me faz caminhar
O que me faz crescer espiritualmente
O que me dá poder, unção ....

É fazer a vontade do meu Pai,
É me submeter a Ele
É fazer a vontade daquele que me confiou uma missão
É fazer a vontade daquele que espera que eu realize as suas obras...

É como se Ele falasse aos discípulos. -
 Não se preocupem. Estando em obediência, estou alimentado. Aleluia!
Precisamos aprender que obediência é um princípio divino e não uma mera obrigação.
 Deus quando colocou Adão no jardim do Éden,
 Ele deu uma ordem, conforme Gênesis 2:17

Vemos aqui que Deus estabelece um limite para Adão.
 Preparei tudo isso para você, mas pra você desfrutar de tudo que existe aqui,
 há uma condição: você só pode vir até aqui.
Do fruto da árvore da ciência do bem e do mal, você não pode comer.

Deus poderia ter feito o jardim sem essa árvore?
 Com certeza, mas ao estabelecer essa condição,
 Deus estava fundamentando em Adão um princípio divino tremendo: A Obediência.

E o princípio da obediência não se aplica apenas aos homens.

 Deus estabelece o limite das águas dos rios e dos mares – não transbordem
Deus estabelece ao sol – resplandeça
Ele ordena ao dia – se faça, e o dia se faz

As coisas não acontecem apenas porque naturalmente fazem parte
 do curso da natureza.
Deus estabelece o curso da natureza para que haja equilíbrio,
 abundância, prosperidade, fecundidade.

Em 2ª Crônicas 26:11 a Palavra diz:

“Tudo que existe nos céus e na terra é seu Senhor.
É seu esse Reino.
Adoramos a Deus porque Ele domina todas as coisas.
Riquezas e honra vem do Senhor, Ele governa toda a humanidade. .....

Deus queria fundamentar em Adão o princípio da obediência,
 para que sua vida fosse equilibrada, próspera,
 e que tudo em que ele colocasse as mãos, gerasse abundância, multiplicasse.
 Ele deu a Adão a oportunidade de escolher entre obedecer ou não.

Mas Adão não se alimentou da vontade do Pai e morreu espiritualmente,
conforme Deus havia falado que aconteceria.

Amados,
Assim Deus tem feito conosco.
 Ele tem nos dado a oportunidade de escolher entre praticar o bem e o mal,
 entre obedecer e desobedecer, entre a vida e a morte, ente a bênção e a maldição.

Muitas vezes achamos que somos filhos muito obedientes, mas vejamos:

Minhas conversas tem sido úteis ou fúteis e inúteis?
Meus pensamentos tem sido puros ou impuros?
Meu olhar tem sido bom e todo meu corpo é luz ou meu olhar tem sido mal
 e meu corpo está em trevas?

É uma questão de opção. É muito fácil falarmos:


“Senhor eu quero fazer a Tua vontade

“Mas entre o querer e o fazer, existe o OBEDECER.

“A obediência é a chave do sucesso e gera bênção”


O ministério de Jesus foi um ministério próspero.
 Ele foi bem sucedido em sua missão,
porque Ele em TUDO e em TODAS as circunstância Ele obedeceu ao Pai,
 Ele fez a vontade do Pai, e essa obediência é que o sustentou.

Essa é a reflexão que Deus quer que façamos nesse momento.

Do que você tem se alimentado?
 O que você tem feito com a liberdade de escolha que Deus tem te dado?
 O maior nível de prosperidade que um homem alcança, é ter intimidade com Deus.
Você tem se submetido à vontade do Pai e tem tido uma vida próspera,
equilibrada, abundante, espiritualmente saudável?

Ou você tem se alimentado da falta de coragem, da preguiça, do medo,
 do desânimo, da murmuração, da corrupção, do mal testemunho,
 e tem tido uma vida de fracassos e derrotas.

A obediência humanamente falando é uma questão de opção,
 mas espiritualmente falando,
 é um princípio fundamental na vida de um verdadeiro discípulo de Cristo.

Um dos 10 mandamentos de Deus para seu povo é:

 Honra teu pai e tua mãe para que tenhas vida longa.
Esse honrar, implica obedecer,
portanto, a obediência determinará não só nosso tempo de vida espiritual 
 como foi o caso de Adão, como também, nosso tempo de vida física.