1 de nov de 2010

O Jejum

 
 


RAZÕES PARA JEJUAR

 1. O jejum como disciplina orientada pelo Espírito Santo
Jesus Cristo foi levado pelo Espírito ao deserto para jejuar - Mateus 4.2.

         2. O jejum para buscar a vontade de Deus em assuntos específicos 
   Os israelitas jejuaram para determinar a direção de uma batalha - Juízes 20.26.
 Paulo e Barnabé jejuaram para escolher anciãos - Atos 14.23.

  3. O jejum no arrependimento de pecado
Os israelitas jejuaram, arrependeram-se e deixaram falsos deuses - I Samuel 7.6.
 Davi jejuou e arrependeu-se de seu pecado - II Samuel 12.16,21, 23.
Acabe jejuou e arrependeu-se por causar a morte de Nabote - I Reis 21.27.
 Depois de ouvir a Palavra, os israelitas jejuaram e confessaram – Números 9.1-3.
 Daniel jejuou e confessou seus pecados e os de Israel - Daniel 9.3-11.
Joel promulgou o jejum para Israel para arrependimento - Joel 1.12,15.
 A população de Nínive se arrependeu com jejuns - Jonas 3.5.

      4. O jejum pela obra de Deus
Pela condição assolada de Jerusalém e pela obra do Senhor - Neemias 1.4.

     5. O jejum para libertação ou proteção de Deus
Josafá e Judá jejuaram para libertação e proteção na batalha - II Crônicas 20.3.
 Esdras e o povo jejuaram para libertação - Ester 8.21-23.
 Os judeus jejuaram por livramento após o decreto de Assuero - Ester 4.13-16.
 O povo jejuou após o livramento de Deus do plano de Hamã - Ester 9.31.

    6. O jejum para humilhar-se diante de Deus
Davi se humilhou diante do Senhor com jejuns - Salmo 69.10-13.
 
   7. O jejum como parte da adoração e do louvor
Ana adorava com jejuns e orações diariamente - Lucas 2.37.
A Igreja Primitiva jejuou e serviu o Senhor - Atos 13.2-3.

  8. O jejum no momento da aflição
Os israelitas prantearam e jejuaram a morte de Saul - I Samuel 31.13, II Samuel 1.12.
 Davi jejuou na doença de seu filho - II Samuel 12.16, 21-23.


PRINCÍPIOS PARA JEJUAR

Jejuar para uma vida mais santa, livre e justa, com mais obras - Isaias 58.6-7.
Jejuar secretamente sem ficar anunciando para todo mundo - Mateus 6.16-18.
Não jejuar para mortificação ou propósitos pessoais – Isaias 58.3-5.
Não jejuar para impressionar outros - Lucas 18.12.
Jejuar para vencer demônios que somente são vencidos com orações e jejuns - Mateus17.21,
                                                                                                                        Marcos 9.29.


O JEJUM COM ORAÇÕES É RECOMENDADO A TODOS OS CRENTES

Individualmente, a partir de uma prática regular incorporada na sua disciplina espiritual, ou sempre que se apresentar uma situação em que se faça necessária uma consagração maior, ou movido por um desejo de mais comunhão com Deus.
Comunitariamente, por ocasião dos dias especiais de jejum e oração, mas sempre em harmonia com as razões, os princípios e os textos bíblicos acima descritos.
Há diversas formas de jejum e cada pessoa é chamada ao exercício desta disciplina espiritual tão simplesmente para aprofundar sua comunhão com Deus.
 Alguns jejuam um dia, ou mais, outros apenas pulam uma refeição; o importante é perceber a correlação entre comida e amor.
 Comida nutre o corpo, amor nutre a alma.
 O jejum substitui o tempo de nutrir o corpo com comida, por um tempo de nutrir a alma com a presença e o amor de Deus.
O jejum pressupõe uma atitude interior de recolhimento, uma busca mais profunda de Deus.
Isto é: o jejum de comida não é uma mortificação, mas tem origem em um espírito tranqüilo, de poucas palavras, de poucas leituras, de pouca atividade.
Jejum não é só jejum de comida, mas também de jornais, televisão, computador e outras distrações.
É um tempo de busca direcionada, de escuta atenta, de maior disponibilidade.
 Um tempo de comunhão profunda, intencional, que se torna possível quando estamos realmente apaixonados por Deus.
 Então não temos outros desejos, senão o desejo de estar com ele, de forma profunda e plena.


Na Bíblia, a prática voluntária do jejum foi instruída na Lei (Levítico 16.29),
 observada nos dias de Jesus  (Mateus 9.14-15, Marcos 2.18-20, Lucas 5.33-35)
 e era comum entre os cristãos da Igreja Primitiva (Atos 27.9).


Amém?