8 de jan de 2011

Posição Legal e Experimental


Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. (Rm 8.31-37)

Na vida cristã há diferença entre a posição legal e a experimental.
Posição legal é o que é seu por direito. Legalmente somos mais que vencedores em Cristo que nos garantiu a vitória. Somos vencedores porque Ele já pagou o preço, morreu e ressuscitou, subjugou principados e potestades e venceu. Porque estamos nEle, somos vencedores.
Já a posição experimental implica ter a experiência do que é verdade legalmente. É possível ser legalmente herdeiro de uma grande fortuna, mas viver na miséria absoluta. Há filhos do Rei vivendo como se fossem escravos.
 Deus nos deu, precisamos nos apropriar. Vencedores entram na experiência do que legalmente é de todo o crente.

Digo, pois, que, durante o tempo em que o herdeiro é menor, em nada difere de escravo, posto que é ele senhor de tudo. (Gl 4.1)

Uma coisa é ser salvo, outra é ser vencedor. Apesar de todo crente ser legalmente vencedor, esta não é a experiência de todos. Há muitos crentes derrotados. Um crente derrotado é salvo? Sim, uma coisa é ser salvo, outra coisa é ser vencedor. A salvação é dom de Deus a todo que crê, recompensa é apenas para o vencedor. A salvação é pela fé, recompensa é pelas obras que praticarmos diante de Deus. Vejamos as diferenças mais marcantes.

Quanto à forma de adquirir

A salvação é pela graça mediante a fé. O reino é adquirido por obras de justiça. A Bíblia nunca ensina que a salvação possa ser adquirida pelas obras, ela é gratuita. Ninguém poderia comprar a salvação, por isso Jesus a comprou para nós. Veja um pouco do que a Bíblia diz sobre a salvação lendo: Is 55.1 - Ap 22.17 - Tt 3.5 - Rm 6.23 - Ef 2.8-9 e Rm 10.9-10.

A salvação acontece instantaneamente no momento em que nosso espírito é regenerado e recebemos a vida eterna dentro de nós. A salvação é a porta estreita de entrada. O reino depende de como trilhamos o caminho estreito. A salvação diz respeito ao inferno. Ser vencedor diz respeito à recompensa. A questão do inferno já foi resolvida na vida do crente, pois foi feito filho de Deus e um filho pode até deixar de receber a herança, mas nunca de ser filho (Jo 1.12 e 10.28).

Há quem diga que se você vier a Jesus, ganhará uma coroa no céu, o que está em desacordo com a Palavra de Deus. Ninguém receberá uma coroa simplesmente por ser salvo. Será preciso ter obras (Ap 2.23). O reino é adquirido cumprindo condições de Deus ligadas à fidelidade, santidade e perseverança (Mt 5.3). Não há pecadores humildes, todo pecador é arrogante e soberbo. Mas, para herdar o reino, é preciso ser humilde e negar a si mesmo (Mt 5.10). Para sermos salvos não precisamos ser perseguidos. Mas, para receber recompensa e posição de honra no reino, às vezes será necessário (Mt 5.20). Se, para ser salvo, for preciso ser mais santo que um fariseu, o crente estará com problemas (Mt 7.21).

Somos salvos quando confessamos com a boca e cremos com o coração. Mas para reinar devemos fazer a vontade de Deus. Por isso ser um vencedor é algo muito diferente do que apenas ser salvo. É possível ser salvo e não fazer a vontade de Deus. Para ser salvo não precisamos nos esforçar porque a salvação é de graça. Mas, o reino é tomado por esforço (Mt 11.12). Há quem diga que lhe basta ser salvo e que não faz questão de reinar com o Senhor. Quem diz isso é como Esaú, que desprezou o direito de primogenitura que possuía como herdeiro. Se você despreza a recompensa de Deus, talvez você nunca tenha nascido de novo. (Ap 22.12 1Co 3.8 Cl 3.23-24 Rm 4.4)

Quanto à duração

A salvação é eterna, enquanto o Reino durará mil anos (1Co 15.24-25). A salvação não será mais longa para uns que para outros, ela é igualmente eterna para todos. Todavia, o reino dos céus durará o tempo do milênio e, nele, uns reinarão e outros serão disciplinados. O Reino tem começo e fim, a salvação não.

Quanto ao sofrimento

A salvação não depende de sofrimento algum, mas o reino às vezes implica em sofrimento e privação. Para ser salvo não há necessidade de ser pobre. Ninguém crê que, para ser salvo, precise vender tudo. A salvação é um presente e não é preciso ofertar nada para ser salvo. Mas o reino é diferente. Uma vez que eu seja salvo, e continuo a ser avarento, então eu não sou um vencedor. É muito difícil um rico ser um vencedor, porque eles amam muito o dinheiro (Mt 19.24). Para ser salvo, não preciso ser solteiro, nem fazer voto de castidade. Mas, para herdar a recompensa do reino, às vezes é necessário (Mt 19.12).

Apocalipse 20 mostra‑nos que os mártires receberão o reino. A Bíblia, entretanto, nunca nos mostra que o homem deva ser martirizado a fim de receber a vida eterna. O reino requer esforço, até mesmo requer o martírio para obtê‑lo.

Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos. (Ap 20.4)